Aprenda como organizar as contas em um caderno

Você, assim como diversas outras pessoas, também se perde em meio à tantas contas? Essa desorganização acaba gerando bastante problemas na nossa vida financeira, já que é possível até mesmo, pagarmos uma conta duas vezes.

Atualmente, existem diversos cursos preparatórios para tal situação, que é a organização das finanças pessoais, além de diversas plataformas digitais que lhe auxiliam.

Entretanto, como sabemos, não são todos que possuem prática com tais aplicativos, por isso, preferem anotar suas contas da forma tradicional, através da ponta do lápis.

Por isso, resolvemos trazer neste artigo, informações que vão ter ajudar a aprender como organizar as contas em um caderno, conseguindo você manter então, uma saúde financeira. Portanto, confira nosso conteúdo!

Aprenda como organizar as contas em um caderno

A organização das finanças pessoais, é algo que deve ser feito com bastante atenção e análise, para que assim, seja cada mais eficaz.

Por isso, é fundamental saber quais dados deve colocar em seu caderno de organização. Dados que além de serem concretos, devem ser realistas.

Além disso, uma estrutura simples, é uma outra questão a se ressaltar, já que só assim, você poderá obter todas as informações desejadas apenas passando o olho pela folha.

Mas para que possa ter não só mais detalhes sobre as informações que fornecemos, mas também, mais dicas a respeito, confira os seguintes tópicos.

1-) Quanto você ganha?

Você sabe exatamente qual é o valor depositado em sua conta a cada mês, já descontando tudo o que deve ser retirado?

Para obter um planejamento eficaz e organizado, é fundamental que saiba quanto exatamente você ganha, já considerando possíveis rendas extras.

2-) Quais os seus gastos?

Outra informação que com certeza deve ser abordada em sua organização financeira, são os seus gastos.

Os gastos em questão, devem ser tanto os fixos, quanto os variáveis.

É fundamental que não deixa nada de lado, pois só assim, você poderá somar e saber exatamente quais são os seus gastos totais mensais.

3-) Avalie sua renda e despesas?

Antes que possa tomar qualquer outra decisão, é extremamente importante saber se você está no lucro, ou no prejuízo.

Em outras palavras, é fundamental que analise sua renda, para que então veja, se o seu salário possui um valor superior à sua renda.

4-) Realize corte de gastos

Depois de analisada a renda, e visto que o seu salário não está sendo capaz de suprir os gastos, ou a diferença entre ambos é pouca, será necessário efetuar um corte de gastos.

Veja todas as suas despesas, sendo fixas e principalmente as variáveis, e então descubra como retirá-la de sua lista. Assim, gradativamente, sairá do sufoco de ter sempre muitas contas a se pagar.

5-) Controle o cartão de crédito

Outra dica fundamental para você que possui cartão de crédito, é que o controle.

Muitos possuem aplicativos que oferecem todas as informações do mesmo, entretanto, é interessante que tenha a sua disposição, uma folha informando alguns dados, como por exemplo, o valor da fatura.

6-) Atualize sua organização

Para que a eficácia e organização sempre controlem a sua finança pessoal, é fundamental estar sempre atualizando os dados.

A atualização significa sempre realizar uma nova planilha, periodicamente (mais ou menos de mês em mês), assim, você poderá não só fazer um comparativo de gastos e evolução da saúde financeira, mas também saberá exatamente para onde o seu dinheiro está indo.

7-) Anote todas as suas reservas

Um gerenciamento financeiro com certeza requer uma reserva financeira, para casos de emergência. A quantia que deve ser guardada, apesar de não necessariamente ser alta, deve ser anotada todas as vezes. Já que só assim, você não se perderá em valores e contas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *