O que é renda variável

A renda variável, mesmo não parecendo pode ser uma ótima escolha de ativo para estar realizando um investimento na mesma. Pelo simples fato de que, ela apresenta muitos benefícios. Mas ainda existem pessoas que não conhecem a mesma, e nem quais são os seus tipos.

Se você é uma dessas mesmas pessoas, saiba que você está no artigo correto, pois a seguir será possível com que você tenha acesso as melhores e principais informações sobre o assunto. Fazendo assim com que você, além de retirar a grande parte de suas dúvidas de forma correta, também possa aprender um pouco mais sobre renda variável e os seus tipos.

O que é renda variável?

Para aquelas pessoas que não sabem, variável é todo tipo de investimento que não apresenta garantia de nenhum ganho fixo, nem sobre o retorno que você deverá ter depois de investir, isso pelo simples fato de que o mesmo, pode estar variando, tanto para mais, quanto para menos.

Ou seja, isso basicamente quer dizer que o aplicador pode tanto ganhar, quanto pode perder dinheiro ao realizar um investimento que seja variável, porque o valor do ativo (ações ou ouro, por exemplo) pode subir, mas também pode estar caindo durante todo o período em que você estiver investindo.

Um investimento, também não permite com que uma certa pessoa saiba antes mesmo de fazer o seu investimento, o quanto de dinheiro irá render até o momento em que o seu investimento chegar ao fim, e também não pode saber quanto a mesma poderá receber de volta, e se for receber, poderá ser até menos do que investiu em alguns casos.

Quais são os tipos de renda variável?

Veja a seguir alguns exemplos de investimentos que são de renda variável:

-Ações:

As ações são papéis, que representa basicamente um pequeno pedaço que uma empresa decidiu estar vendendo para ganhar algum dinheiro em cima disso, assim aquelas pessoas que compram as ações, se tornam sócios da empresa, e passam a participar de decisões importantes da mesma.

-Ouro:

O ouro é basicamente um metal que é negociado por meio de diversos contratos que estão dentro da bolsa, ou até mesmo em um ativo físico. Vale lembrar que se o mesmo for comprado como por exemplo em forma de gramas, ele apresenta a sua cotação variável, podendo assim tanto se valorizar, quanto se desvalorizar com o passar do tempo no mercado.

-Câmbio:

Aqueles investimentos que são em moedas, tais como: dólar, euro ou até mesmo a libra, também são considerados investimentos de renda variável, vale ainda lembrar, que fundos que se aplicam no câmbio ou em ativos como esse, também são de renda variável.

-Derivativos:

Os derivativos são basicamente contratos que são negociados na bolsa, o valor desse mesmo contrato, é dependente de um outro ativo, que pode ser físico (como por exemplo uma ação de empresa, o ouro, o café, entre outras), ou até mesmo financeiro, como por exemplo o índice da Bolsa ou então uma certa taxa de juros.

Por que vale a pena investir em renda variável?

Dentro do mercado de investimentos, grande parte dos ativos seguem uma certa regra, onde a mesma diz basicamente que, quanto maior for o risco de um certo negócio, maior será o seu potencial de valorização e também os seu potencial de ganhos.

Isso quer basicamente dizer, que investir em renda variável é uma das melhores opções para você estar aumentando o ganho de uma certa carteira de investimentos.

Ou seja, se você está a procura disso, saiba que a melhor opção para você estar fazendo, é investir em algum ativo que seja de renda variável, pois os seus resultados serão melhores e poderão aparecer com mais rapidez e facilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *